© 2016 por chmcorpp - www.chmcorpp.com.br

  • Facebook Basic Black
  • LinkedIn Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • YouTube - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
Brazilian Furniture - ABIMÓVEL

SOBRE: O portfólio de programas e projeto é continuidade das ações iniciadas em 1998, no âmbito da ABIMOVEL, através do PROMÓVEL. As atividades propostas referem-se a convergência de todas iniciativas do setor, de promoção comercial,  para inserção no mercado internacional para os próximos 12 meses. A versão atual “Brazilian Furniture” explora novos mercados, que tem se demonstrado receptivo aos produtos brasileiros tais como: Emirados Árabes, México e Canadá, além da consolidação de suas ações nos EUA, Reino Unido e Japão. O conjunto de empresas novas empresas a serem beneficiadas pelo projeto é de 181, totalizando 401 empresas exportadoras, com metas de geração de 8.548 novos empregos e exportações de US$130 milhões no decorrer dos próximos 12 meses. Os valores que originaram o programa de trabalho foram obtidos através das informações na internet, no que se refere à participação nas feiras. As demais foram obtidas diretamente das associações no desenvolvimento de suas ações no âmbito estadual, em experiência anterior adquirida junto aos projetos da APEX.

 

O projeto foi proposto pela ABIMOVEL, que tem como parceiros as Associações e Sindicatos dos estados do AM, CE, DF, MG, MT, PE, PR, RS e SP que contribuíram na formulação do programa de trabalho.  Esta nova etapa do “Brazilian Furniture”  caracteriza principalmente pela capacidade de mobilização e articulação da associação nacional com as entidades estaduais integrantes do setor de móveis no país.

 

Neste contexto, a constituição do comitê gestor com representantes das diversas associações irá assegurar transparência na gestão e no monitoramento das ações desenvolvidas pelo projeto.

 

Exportações: US$ 130 milhões

 

Empresas participantes do programa/projeto: 401

 

Novas empresas exportadoras: 181

 

Mercados-alvo: EUA, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido, México, Japão além de prospecções que serão realizadas na China, Índia, Chile, Austrália, África do Sul, Rússia, Panamá, Espanha, Canadá e Alemanha.

 

Geração de empregos: 8.548

 

O gerenciamento do projeto será realizado em três  níveis, um consultivo para a avaliação dos resultados com participação das diretorias dos sindicatos e outro do grupo gestor que tem a participação além das entidades setoriais  a   APEX e  o SEBRAE Nacional com a função de definir o Planejamento Estratégico, acompanhar o desenvolvimento das ações, a elaboração dos relatórios e prestação de contas e aprovação dos projetos e programas.

Em seu terceiro nível, o comitê executivo, com funções a nível local e regional no monitoramento dos resultados de sua unidade, proposição de novas ações e integração com as entidades locais de apoio ao projeto.

Este procedimento possibilitará a participação das entidades em vários níveis de decisão e de acompanhamento do desenvolvimento e resultados do projeto, assegurando a transparência na gestão e aplicação dos recursos.

O acompanhamento das atividades realizadas e metas a serem cumpridas, deverão ser elaborados pela entidade executora, conforme os relatórios técnicos e financeiros constantes no manual de prestação contas da agência.

As liberações de recursos da APEX-Brasil estarão condicionadas à aprovação de tais relatórios, de acordo com as normas vigentes na agência.

 

O projeto teve o seu valor inicial em R$ 23.143.182,00, com participação prevista da APEX em R$ 11.571.591,00, após a análise e negociações com o proponente referente à aquisição de área em feiras internacionais, infra-estrutura, material promocional catálogos e projeto vendedor, o programa de trabalho foi redimensionado para o período de 12 meses no valor de R$18.734.750,00 (dezoito milhões setecentos trinta quatro mil e setecentos cinqüenta reais), com participação da APEX em até R$ 9.179.028,00 (nove milhões cento setenta nove mil e vinte oito reais), correspondendo a 48,99% do total.

 

OBJETIVOS:

 

  • Converter o modelo de exportação da indústria moveleira brasileira, para um modelo de maior valor agregado, baseado em design próprio.

  • Aumentar a competitividade da indústria moveleira nacional, através da melhoria dos índices de qualidade, produtividade e atendimento.

  • Capacitar as indústrias moveleiras brasileiras para exportar aos mercados selecionados

  • Gerar 10.000 novos empregos

  • Inserir 300 novas empresas no Mercado Internacional

  • Atingir a meta de  1 Bilhão de Dólares até 2003. 

 

PROJETOS REALIZADOS:

 

  • 150 capacitações - 1.320 horas de treinamento

  • 232 adequações de Plantas Fabris e Processos.

  • 325 implantações de ISO 14000 em 11 diferentes pólos moveleiros

  • Criação do SELO VERDE: Parceria com o Projeto de Capacitação para o Desenvolvimento Florestal da Sociedade Brasileira de Silvicultura.

  • 563 treinamentos PBQP – 7.440 horas de treinamento.

  • 1 curso de Design realizado em Milão – 22 empresas do setor.

  • 1 curso CNC em Rimini – 22 empresas do setor.

  • 6 livros publicados - temas: A Indústria de Móveis no Brasil; Design na Indústria Brasileira de Móveis; Manual de Embalagem de Móveis; Como Preparar sua Empresa para o Desafio da Exportação; Mercado de Móveis do Reino Unido e O Mercado Norte-Americano de Móveis.

  • Marketing & Comunicação: Duas Reportagens publicadas na Furniture Today; Reportagens em Revistas Inglesas, Cabinet Maker e Furnishing; Artigo na revista alemã Möbelmarkt; Presença de 15 jornalistas de renome internacional em eventos brasileiros; Comercial em TV veiculado durante a feira de High Point 2002 e Entrevista televisiva realizada pelos diretores da Abimóvel/Promóvel durante High Point 2002.

  • Pesquisa no mercado Norte Americano: realização de workshops, envio do livro “O Mercado Norte-Americano de Móveis” para entidades de pesquisa e tecnologia do setor, e atualização da Pesquisa de Mercado Norte-Americano.

  • Consórcios: Projeto formatado focando a promoção comercial dos produtos moveleiros brasileiros e identificando oportunidades de negócios; apresentação do Modelo de Consórcio de Promoção Comercial; estruturação e implementação da Central de Serviços. Ainda houve 3 visitas do consultor Jeff Holmes ao Brasil.

  • Design: realização, aprovação e lançamento dos Núcleos de Desenvolvimento em Design de Móveis em 6 pólos moveleiros (RS, SC, PR, MG, SP, ES)  do país em parceria com o CNPq e apoio do Programa Brasileiro do Design, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria  e Comércio Exterior – MDIC, e realização do Prêmio Nacional de Design do Mobiliário.